Contas #58

Os festeiros do Vidigal irão apresentar o detalhe das contas da festa de agosto de 2017; será no dia 21. Nessa altura faremos a publicação do relatório simplificado no site da paróquia. Entretanto a Comissão Administrativa da Igreja Não Paroquial do Vidigal já rececionou € 5.355,42 e os festeiros da próxima festa rececionaram € 1.345,00; ambas as parcelas constituem o saldo da festa. O atraso nesta apresentação prende-se sobretudo com um processo que em decorrido junto da EDP, a propósito de um corte de energia no decorrer da festa, e que causou danos diversos e custos suplementares.

Aguardamos a conclusão do relatório de contas da festa dos Andrinos, em 2017.

Finalmente dispomos de uma ligação elétrica à rede com potência suficiente para a generalidade das nossas atividades pastorais! São 49,5 KVA que estão instalados, no termo de um processo de um ano junto da EDP, e que foi tendo todo o tipo de peripécias e entraves por parte do fornecedor. Adiante! O problema está resolvido desde 28 de dezembro e a nossa festa de ano novo permitiu testar a potência e as alterações nos diversos quadros da igreja e edifícios anexos.

A propósito da ligação antes referida, pudemos também liquidar os custos de instalação e retificações da nossa rede elétrica, e que eram da nossa responsabilidade. Em materiais diversos (o cabo em cobre tem uma extensão superior a 60 metros!) tivemos custos de € 2.392,62. A mão-de-obra foi avaliada em € 596,55, mas o Fernando Figueiredo (SOATOMO) ofereceu esse valor à paróquia; além disso a sua empresa não obteve dividendos no fornecimento da generalidade dos artigos fornecidos. O Fernando e o Pedro têm sido, de resto, incansáveis em milhentos apoios à paróquia seja na manutenção da instalação elétrica, na montagem das cablagens dos monitores da igreja ou na resolução dos problemas que derivavam da baixa potência antes instalada. Trata-se de uma continuada benfeitoria que aqui registamos com gratidão.

A Conferência de São Vicente de Paulo notificou-nos da receção de mais alguns alimentos, num total de 30 artigos, de 12 categorias alimentares diferentes, que foram avaliados em cerca de 20 quilos/ litros. Com esta última recolha encerrou-se a campanha de natal, que permitiu a entrega de cabazes de alimentos a quase 70 famílias da paróquia. Esta ação foi proposta pela nossa comissão de pais da catequese, como uma das ações de natal, e destinada a envolver as crianças da catequese e as suas famílias e amigos; o resultado foi muito belo, como o fora também no ano anterior.

A Lúcia trouxe do oratório da Sagrada Família que circula no Arraial (Andrinos) € 55,00 para que o Fundo Económico Paroquial possa aliviar os encargos da construção da nossa igreja. Estes gestos de oferta são sempre muito belos, pois são feitos discretamente, por vezes com muito esforço, e sempre com muito carinho.

Recebemos mais quatro ofertas de côngrua, no valor de € 145,00.

Na próxima semana publicaremos as receitas dos ofertórios destes últimos dias, feitos na igreja paroquial.